Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O vocalista da banda irlandesa U2, Bono Vox, com o presidente argentino Mauricio Macri, em Buenos Aires, no dia 9 de outubro de 2017

(afp_tickers)

Bono, líder da banda irlandesa U2, visitou nesta segunda-feira (9) o presidente argentino, Mauricio Macri, na véspera do primeiro de dois shows do grupo na Argentina.

A banda chegou a Buenos Aires para a turnê "The Joshua Tree World Tour 2017", que celebra 30 anos do emblemático álbum e que já passou por México e Colômbia. O U2 também fará shows no Chile e no Brasil.

Bono se reuniu com Macri na Casa Rosada, onde o músico já havia estado em suas visitas anteriores à Argentina, com os então presidentes Néstor Kirchner, em 2006, e Cristina Kirchner, em 2011.

Não é a primeira vez que Bono e Macri se reúnem. Eles já haviam tido um encontro informal em setembro de 2016 durante a abertura da Clinton Global Initiative em Nova York.

O conjunto, integrado pelo guitarrista The Edge, o baixista Adam Clayton e o baterista Larry Mullen Jr, fará dois shows, na terça e na quarta-feira, no Estádio Único de La Plata (60 km ao sul), mesmo local onde aconteceram os shows de 2011.

Antes, em 1998 e 2006, U2 encantou o público no estádio Monumental de Buenos Aires.

Em 1998, a banda irlandesa, conhecida por seu compromisso com causas humanitárias, visitou as Mães da Praça de Maio, cujos filhos desapareceram na ditadura (1976-1983). Elas foram convidadas para os shows e foram homenageadas no palco.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP