Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Soldados israelenses durante operação militar na fronteira entre Israel e a Faixa de Gaza em 20 de agosto de 2014

(afp_tickers)

O braço armado do Hamas palestinos afirmou nesta quarta-feira que as negociações para um cessar-fogo entre israelenses e palestinos terminaram depois que um ataque israelense matou a esposa e o bebê de seu chefe.

"Uma iniciativa (de cessar-fogo) nasceu morta e hoje ela foi enterrada com o mártir Ali Deif", o filho de Mohammed Deif, chefe das Brigadas Ezzedine al-Qassam, declarou em um pronunciamento televisado o porta-voz Abu Obeida.

"Nós pedimos à delegação palestina que deixe imediatamente o Cairo e não volte mais", acrescentou.

O grupo também lançou uma advertência às companhias aéreas estrangeiras que utilizam o aeroporto de Tel-Aviv.

"Lançamos uma advertência às companhias aéreas internacionais e as incentivamos a deixar de aterrissar (no aeroporto) Ben Gurison a partir de quinta-feira 06H00" (00H00 de Brasília), declarou, sem dar mais detalhes.

O aeroporto já foi alvo de disparos de foguetes do Hamas.

AFP