Navigation

Brasil pede explicações ao Google por suposto uso de dados de menores

O Brasil investiga o Google por suposta coleta de dados de crianças e adolescentes usuários do Youtube sem o conhecimento dos pais afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 06. setembro 2019 - 22:50
(AFP)

O governo brasileiro anunciou nesta sexta-feira que pediu explicações ao gigante da internet Google sobre um suposto uso de dados de geolocalização de menores usuários do Youtube, e convidou a empresa a esclarecer a situação em 10 dias para evitar sanções.

A notificação foi entregue ao Google - que tem escritórios em São Paulo - na quinta-feira, através da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), informou o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

O Brasil investiga o Google por suposta coleta de dados de crianças e adolescentes usuários do Youtube sem o conhecimento dos pais, usando estes dados para autorizar publicidade dirigida, indicou o ministério em seu site.

Os dados dizem respeito à localização, ao aparelho usado e ao número de telefone, acrescenta a informação.

O Google tem dez dias para dar explicações, e em função das informações fornecidas, a Senacom estudará as medidas que serão tomadas.

O escritório da companhia americana no Brasil não quis comentar a situação, ao ser consultado pela AFP.

Temos "conhecimento que a empresa teria feito um acordo com a Federal Trade Commission, pendente de homologação pelo Departamento de Justiça americano", indicou a pasta.

Esta semana, o Youtube aceitou pagar uma multa de 170 milhões de dólares nos Estados Unidos e se comprometeu a proteger melhor os dados dos menores.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.