Navigation

Brasil vai abrir centro de armazenamento de ajuda humanitária para Venezuela

(Arquivo) O coordenador de ajuda humanitária designado por Juan Guaidó, Lester Toledo afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 11. fevereiro 2019 - 16:44
(AFP)

O Brasil aceitou montar no estado de Roraima um centro de armazenamento de ajuda humanitária para a Venezuela, informou nesta segunda-feira, em Brasília, Lester Toledo, coordenador de ajuda humanitária designado por Juan Guaidó, reconhecido por cerca de 40 países como presidente interino daquele país.

"Podemos dizer oficialmente que será o segundo grande centro de armazenamento depois do de Cúcuta [na Colômbia] e que o Brasil se soma a esta coalizão" que pressionada pela saída do presidente Nicolás Maduro, afirmou Toledo após ser recebido pelo chanceler Ernesto Araújo.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.