AFP

(29 mai) Passageiros aguardam para fazer o check-in nos guichês da companhia aérea, no Aeroporto Heathrow, em Londres

(afp_tickers)

Após três dias de atrasos e cancelamentos provocados por um problema em seu sistema operacional, a British Airways (BA) prevê um serviço normal nesta terça-feira, mas a imagem da companhia aérea britânica foi afetada pela confusão.

"Nosso sistema de informática está plenamente operacional e vamos realizar todos os voos programados em (os aeroportos londrinos) Heathrow e Gatwick na terça-feira 30 de maio", anunciou a empresa em um comunicado.

O último aeroporto com problemas era o de Heathrow, o maior da Europa, com 75 milhões de passageiros em 2016.

A avaria, atribuída a um apagão de energia elétrica que as empresas fornecedoras negam, aconteceu na manhã de sábado e inutilizou totalmente o sistema da BA em 170 aeroportos de 70 países. Os mais afetados foram os de Londres.

Muitos passageiros, no entanto, continuam sem a bagagem e o processo de devolução pode demorar algum tempo, segundo a empresa.

O caos dos últimos dias é mais um abalo para a imagem da BA, que enfrenta, segundo cálculos da imprensa britânica, o pagamento de quase 100 milhões de libras (128 milhões de dólares) em indenizações, assim como danos incalculáveis a longo prazo com a perda de confiança dos consumidores.

AFP

 AFP