Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Socorristas iranianps na cidade de Sar-e Pol-e Zahab

(afp_tickers)

As autoridades iranianas ordenaram nesta quarta-feira (15) o prosseguimento das operações de busca por sobreviventes nas áreas do oeste do Irã atingidas pelo terremoto de domingo à noite.

"As operações de socorro estão quase encerradas, mas o ministro do Interior insistiu que as buscas continuem (...) para ter 100% de certeza de que não há ninguém sob os escombros", declarou o porta-voz da célula nacional de crise, Behnam Saïdi, à televisão estatal.

O oeste do Irã foi atingido na noite de domingo por um terremoto de 7,3 de magnitude, também sentido no Iraque e na Turquia.

A catástrofe deixou oficialmente 432 mortos e mais de 7.800 feridos no Irã. Todas as vítimas foram identificadas na província de Kermanshah, na fronteira com o Iraque. Neste país, o número de mortos chega a oito, além de mais de 330 feridos, segundo as autoridades.

O dano material causado pelo desastre equivaleria a 26 bilhões de rials iranianos, cerca de 6,3 bilhões de dólares, de acordo com uma estimativa inicial fornecida por Mojtaba Nikkerdar, vice-governador da província de Kermanshah. Isso corresponde a cerca de 1,5% da previsão do PIB nacional pelo Fundo Monetário Internacional para 2017.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP