O balanço da epidemia de cólera no Iêmen se agravou com 315 mortes no país em guerra, onde 29.300 pessoas podem ter contraído a doença desde o fim de abril, anunciou a Organização Mundial da Saúde (OMS)

De acordo com a OMS foram registradas vítimas da doença em 19 províncias do país desde o surgimento da epidemia, em 27 de abril, e até 21 de maio.

A epidemia se expande rapidamente neste país pobre da Península Arábica, onde as instalações médicas e as condições de higiene se deterioram completamente com a guerra.

O conflito bélico opõe, há mais de dois anos, os rebeldes huthis e as forças leais ao governo, apoiadas pela coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita.

A ONG Save the Children informou que dos mais de 1.000 possíveis caso diagnosticados a cada dia, 600 deles correspondem a crianças.

A guerra provocou uma grave crise humanitária no Iêmen. Quase 19 milhões de habitantes, ou seja dois terços da população, precisam de ajuda humanitária urgente. Destes, 17 milhões passam fome.

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.