Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Um cônsul honorário lituano, Mykola Zelenets, foi sequestrado e morto em Lugansk, reduto dos rebeldes pró-russos no leste da Ucrânia, anunciou o chefe da diplomacia lituana, Linas Linkevicius, em sua conta no Twitter

(afp_tickers)

Um cônsul honorário lituano, Mykola Zelenets, foi sequestrado e morto em Lugansk, reduto dos rebeldes pró-russos no leste da Ucrânia, anunciou o chefe da diplomacia lituana, Linas Linkevicius, em sua conta no Twitter.

"Acabo de ser informado com uma profunda tristeza que o cônsul honorário lituano em Lugansk, Mykola Zelenets, foi sequestrado e brutalmente morto por terroristas", escreveu o ministro, em visita a Kiev, onde foi recebido durante o dia pelo presidente ucraniano Petro Porochenko.

Centenas de pessoas foram sequestradas pelos separatistas pró-russos desde o início do conflito no leste do país em meado de abril, incluindo jornalistas, ativistas pró-Kiev, padres, observadores internacionais e civis considerados suspeitos.

A Anistia Internacional denunciou em um relatório publicado em julho centenas de casos de sequestros cometidos por "separatistas armados", cujas vítimas "sofrem regularmente torturas".

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP