Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

US F-35B pousa na base aérea da Marinha americana Iwakuni, no Japão, em janeiro de 2017

(afp_tickers)

Seis aviões militares dos Estados Unidos sobrevoaram a península coreana nesta segunda-feira (18) em uma demonstração de força, após o último teste nuclear norte-coreano - anunciou o Ministério da Defesa da Coreia do Sul.

Quatro aviões "invisíveis" F-35B e dois bombardeiros B-1B sobrevoaram a península para "demonstrar a capacidade de dissuasão da aliança entre Estados Unidos e Coreia do Sul contra as ameaças nucleares e de mísseis da Coreia do Norte", indicou o Ministério.

As aeronaves americanas evoluíram junto com quatro aparelhos sul-coreanos F-15, como parte da "rotina" de manobras militares conjuntas dos dois países, ainda segundo a pasta.

Esses são os primeiros voos de aparelhos militares desde que Pyongyang fez, em 3 de setembro passado, seu sexto e mais potente teste nuclear e desde o lançamento, na última sexta (15), de um míssil norte-coreano que sobrevoou o Japão, elevando as tensões na região.

O presidente americano, Donald Trump, e seu colega da Coreia do Sul, Moon Jae-In, comprometeram-se a exercer "maior pressão" sobre Pyongyang em recente conversa por telefone.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP