Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Membros da polícia camaronesa patrulham bairro de Buea, principal cidade do sudoeste anglófono do país

(afp_tickers)

Pelo menos 17 pessoas foram mortas neste domingo (1) nas duas regiões anglófonas de Camarões, após uma proclamação simbólica de "independência" de uma minoria de separatistas ante a maioria francófona, segundo um balanço da Anistia Internacional desta segunda-feira e fontes oficiais consultadas pela AFP.

"A Anistia Internacional pôde confirmar que pelo menos 17 pessoas foram mortas pelas forças de segurança, durante as manifestações de ontem (domingo) em diversas cidades de regiões anglófonas de Camarões", apontou a ONG em um comunicado.

Ao menos 17 civis, entre eles dois nigerianos, foram assassinados, confirmaram as fontes oficiais.

Adolphe Lele Lafrique, governador do Noroeste, uma das duas províncias anglófonas, contabilizou 11 mortes apenas na sua região - cinco delas durante uma tentativa de fuga de uma prisão.

Outras seis pessoas foram mortas na segunda região anglófona, o Sudoeste, de acordo com a contagem inicial das autoridades regionais. Pelo menos um oficial e diversos civis também ficaram feridos.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP