Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

As autoridades aconselharam aos viajantes que consultem sites apropriados para aprender sobre o vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti e como ele é contraído

(afp_tickers)

O governo canadense pediu na quarta-feira aos seus cidadãos que planejam viajar para os Jogos Olímpicos no Rio, no mês que vem, que tenham cuidado e se informem sobre a possibilidade de infecção pelo zika.

O ministro das Relações Exteriores recomendou aos canadenses que adquiram "seguros de saúde de viagem com cobertura abrangente" e que sejam válido por um período maior que o previsto para as suas viagens para assistir aos Jogos Olímpicos, que vão ocorrer entre 5 e 21 de agosto, e Paralímpicos, entre 7 e 18 de setembro.

As autoridades aconselharam aos viajantes que consultem sites apropriados para aprender sobre o vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti e como ele é contraído.

No Brasil, cerca de 1,5 milhão de pessoas foram infectadas pelo zika, e mais de 1.600 bebês nasceram com microcefalia associada ao vírus desde o início da epidemia, em outubro do ano passado.

A microcefalia é uma malformação que se caracteriza por um tamanho abaixo da média da cabeça e que prejudica o desenvolvimento cerebral. Cientistas acreditam que o problema pode aparecer em fetos de mães que foram infectadas pelo zika durante a gravidez.

O zika vírus, que em geral causa apenas sintomas brandos similares aos da gripe, também pode provocar distúrbios neurológicos em adultos, como a síndrome de Guillain-Barré, que causa paralisia e pode levar à morte.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP