Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A canadense Chrystia Freeland em Manila, no dia de agosto de 2017

(afp_tickers)

A chanceler canadense, Chrystia Freeland, condenou nesta sexta-feira as recentes ações do regime norte-coreano, afirmando que o seu programa nuclear representa "uma séria ameaça ao mundo", enquanto fala em reduzir a tensão.

"O que a Coreia do Norte está fazendo é completamente inaceitável", disse a chanceler, advertindo que as suas ações são uma ameaça à Segurança regional e mundial.

"Devemos encontrar formas de apaziguar a situação", disse em coletiva depois de uma escalada das tensões entre Pyongyang e Estados Unidos.

Freeland afirmou que queria encontrar "maneiras de pressionar e persuadir a Coreia do Norte" e "acabar com as suas ações", enquanto ressaltou que a situação atual, se continuar, "não terá um fim positivo" para esse país.

Também assegurou que o Canadá "apoia firmemente" os seus aliados, incluindo os Estados Unidos: "quando é ameaçado, nós estamos presentes".

Apesar de condenar a muito "preocupante" situação, elogiou "a unidade mundial sem precedentes" para reprovar as ações de Pyongyang.

Depois de vários meses, os múltiplos testes de mísseis balísticos por parte da Coreia do Norte suscitaram a inquietação da comunidade internacional, e novas sanções contra o regime norte-coreano foram adotadas pela ONU.

AFP