Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Captura de tela cedida pelo Parlamento iraquiano em 15 de setembro de 2018 mostra o recém-eleito Mohamed Al-Halbusi em Bagdá

(afp_tickers)

O Parlamento iraquiano elegeu neste sábado (15) para a sua presidência o candidato apoiado pela lista pró-Irã, abrindo caminho para a formação de um governo, quatro meses depois das legislativas.

Em meio a um país paralisado a nível político desde as eleições de maio, a votação no Parlamento - que ainda tem que escolher dois adjuntos ao presidente - permitirá concretizar as alianças que se formarão na assembleia.

Segundo o sistema proporcional iraquiano, o bloco que tiver mais deputados poderá nomear um primeiro-ministro.

O bloco pró-Irã, liderado pela Aliança da Conquista de Hadi Al-Ameri - uma coalizão de ex-combatentes antiextremistas próximos ao Irã - parece se destacar, com a eleição de seu candidato.

Mohamed Al-Halbusi, nascido em 1981, tornou-se o mais jovem presidente do Parlamento na história do Iraque.

Diante dos 298 deputados - dos 329 - presentes durante a votação, Al-Halbusi defendeu "reformas reais", mencionando Basra, no sul xiita, onde na semana passada houve protestos contra a corrupção e os serviços públicos que deixaram vários mortos.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










AFP