Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A cantora austriaca Conchita Wurst, em um festival cultural em Viena, em 9 de maio de 2017

(afp_tickers)

A travesti austríaca Conchita Wurst, vencedora do concurso Eurovisión em 2014 vestida de mulher e com barba, revelou neste domingo à noite ser portadora do vírus HIV.

"Chegou o dia de me libertar para o resto da minha vida de una espada de Dâmocles: sou positivo ao HIV", explicou a diva barbuda de 29 anos em sua página no Instagram.

"Isso não tem interesse para a opinião pública, mas um ex-amigo ameaça revelar publicamente essa informação pessoal (...) Não dou a ninguém o direito de influenciar minha vida assim", acrescentou.

Conchita Wurst, que depois de ganhar o concurso se transformou em um ícone da causa homossexual no mundo, disse ainda "esperar dar coragem e fazer um novo gesto contra a estigmatização das pessoas" portadoras do HIV.

Conchita, cujo nome de batismo é Tom Neuwirth, afirmou que sua família sabe "desde o primeiro dia" sobre sua soropositividade.

"Estou bem de saúde e estou mais forte, mais motivado e mais livre do que nunca", assegurou, acrescentando que contraiu o vírus "há vários anos".

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










AFP