Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Cardi B vai tribunal de NY por briga em clube de striptease do Queens

A rapper Cardi B apareceu em um tribunal penal do Queens para enfrentar acusações derivadas de uma briga em um clube de striptease

(afp_tickers)

A rapper americana Cardi B se apresentou nesta sexta-feira (7) em um tribunal penal de Nova York, onde recebeu duas ordens de proteção e advertências para que não fizesse comentários ameaçadores nas redes sociais, após uma briga em um clube noturno.

A jovem, de 26 anos, estava no tribunal usando um sobretudo preto, um colar de pele e um chapéu bege de aba larga, além de extensões de unhas brilhantes e prateadas, no momento em que recebia cindo indicações aos prêmios Grammy.

A sua aparição de cinco minutos na sala de audiências do Queens ocorreu quatro dias depois de não se apresentar a um citação judicial, solicitada para segunda-feira, o que levou os promotores a exigirem uma fiança de 2.500 dólares.

Mas o juiz considerou desnecessário, afirmando que não havia risco de fuga.

A estrela, cujo nome de registro é Belcalis Almanzar, saiu do tribunal com seu advogado, atravessou uma multidão de câmeras de televisão e fotógrafos que a aguardavam do lado de fora, e entrou em um veículo.

Em 29 de agosto, a cantora estava no Angels Strip Club, localizado no bairro nova-iorquino do Queens, quando uma pessoa do seu grupo jogou móveis contra outros dentro do local, machucando uma funcionária que ficou com hematomas nas pernas, segundo a polícia.

A rapper, cada vez mais famosa, se entregou em uma delegacia do Queens e foi acusada de um crime de agressão e dois de imprudência temerária.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.