Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Seis pessoas foram hospitalizadas neste domingo depois que foram atropeladas por um carro ao sair de uma cerimônia pelo fim do Ramadã em Newcastle, nordeste da Inglaterra, em um fato que a polícia considera um acidente, sem relação com terrorismo

(afp_tickers)

Seis pessoas foram hospitalizadas neste domingo depois que foram atropeladas por um carro ao sair de uma cerimônia pelo fim do Ramadã em Newcastle, nordeste da Inglaterra, em um fato que a polícia considera um acidente, sem relação com terrorismo.

"A investigação segue o curso para estabelecer o que aconteceu, mas acreditamos no momento que o incidente não está relacionado com o terrorismo", afirmou um porta-voz da polícia.

Uma mulher de 42 anos foi detida. A polícia informou que não procura mais suspeitos.

Os seis feridos, três adultos e três crianças, foram hospitalizados no Royal Victoria Infirmary. Segundo a BBC, um dos menores de idade estaria em condição crítica.

O acidente aconteceu diante de um complexo esportivo no qual os muçulmanos estavam reunidos para celebrar o Eid al Fitr, que marca o fim do Ramadã (mês de jejum sagrado).

"Imediatamente depois da oração do Eid, um carro atropelou pedestres quando as pessoas deixavam o local", informou a mesquita central de Newcastle.

Na semana passada, na madrugada de domingo para segunda-feira, um homem a bordo de uma caminhonete atropelou um grupo de muçulmanos que saía da mesquita de Finsbury Park, em Londres. O prefeito da capital, Sadiq Khan, denunciou um "ataque terrorista".

O atentado aconteceu após uma série de três ataques terroristas em dois meses no Reino Unido, reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI).

AFP