Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(18 ago) Policiais inspecionam o veículo envolvido no atentado em Cambrils

(afp_tickers)

O carro utilizado no ataque de Cambrils na madrugada de sexta-feira, que deixou um morto e seis feridos, foi detectado por um radar por excesso de velocidade na França, informou o ministro do Interior, Gérard Collomb.

O jornal Le Parisien, que revelou a informação antes da confirmação pelo ministro francês, indicou que o veículo foi detectado por um radar em Essonne, região de Paris, com quatro pessoas a bordo, no dia 12 de agosto, uma semana antes dos atentados em Cambrils e Barcelona.

"Efetivamente foi detectado por um radar. Sabíamos que estiveram na região de Paris e transmitimos a informação para a Espanha", disse Collomb ao canal BFMTV.

"É muito cedo para explicar os motivos desta viagem de ida e vola extremamente rápida", completou.

Na madrugada de sexta-feira, um Audi A3 com cinco jihadistas a bordo atropelou várias pessoas no calçadão da cidade turística de Cambrils, 120 km ao sul de Barcelona.

A polícia matou os cinco homens que estavam no carro. Alguns deles usavam falsos coletes de explosivos.

Seis civis e um policial ficaram feridos no ataque e uma mulher faleceu em consequência dos ferimentos.

Poucas horas antes, uma van avançou em alta velocidade pela avenida de Las Ramblas, no centro de Barcelona, e atropelou várias pessoas. O ataque deixou 13 mortos e 120 feridos.

Os dois atentados foram reivindicados pelo grupo Estado Islâmico (EI).

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP