Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O carro autônomo do Google é visto em Mountain View, Califórnia, no dia 2 de fevereiro de 2015

(afp_tickers)

Os carros autônomos da Google já circulam em condições reais nas estradas do Vale do Silício, na Califórnia (oeste dos Estados Unidos), mais precisamente na cidade de Mountain View, sede da gigante da internet.

Por razões de segurança, a velocidade máxima é de 40 Km/h, a fim de limitar os custos caso o carro saia da pista ou colida com algum obstáculo.

"Durante esta fase do nosso projeto, teremos 'motoristas de segurança' à bordo com acesso a um volante, acelerador e freio que lhes permitem tomar o controle, se necessário", informou o Google nesta quinta-feira.

Estes mecanismos foram as exigências impostas pelas autoridades da Califórnia para permitir avançar para a fase de experimentação em vias públicas. A empresa norte-americana obteve sinal verde da Califórnia em maio.

Até agora, a empresa de Mountain View só tinha o direito a circular alguns carros modificados Lexus, marca premium da Toyota.

Revelado há um ano, o Google Car é um pequeno carro elétrico de desenho simples - uma espécie de Smart mais arredondado - que acomoda até duas pessoas.

Ao embarcar em vias públicas, o Google espera conseguir mais dados para melhorar esta tecnologia, especialmente quando se trata de acontecimentos inesperados e ocasionais (desvios, calçadas, comportamento dos outros motoristas, etc.), para tornar o veículo capaz de ajustar sua trajetória e velocidade.

Google pretende comercializar o Google Car até 2020.

AFP