AFP

O Acordo de Paris prevê a atuação da comunidade internacional para limitar a elevação das temperaturas "abaixo de +2ºC" e se possível "abaixo de 5ºC" em relação aos níveis pré-industriais

(afp_tickers)

Uma reunião fundamental nesta terça-feira para discutir sobre a eventual saída dos Estados Unidos do Acordo de Paris sobre o clima foi adiada, segundo um alto funcionário.

Durante sua campanha, o presidente Donald Trump advertiu que retiraria o país do Acordo de Paris, mas, depois, enviou sinais contraditórios e sua equipe está dividida a respeito.

A reunião, na qual Trump deveria se reunir com assessores sobre o clima e questões econômicas, foi adiada, se uma nova data prevista, segundo a fonte.

À espera da decisão do presidente americano, as delegações de 196 países continuavam discutindo em Bonn, Alemanha, a aplicação do acordo contra o aquecimento do planeta.

O Acordo de Paris prevê a atuação da comunidade internacional para limitar a elevação das temperaturas "abaixo de +2ºC" e se possível "abaixo de 5ºC" em relação aos níveis pré-industriais. Os compromissos atuais são insuficientes e conduzem a um aumento de +3ºC.

AFP

 AFP