Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Senador Mitch McConnell em Washington

(afp_tickers)

A Casa Branca insistiu nesta quarta-feira que o presidente Donald Trump e o líder republicano no Senado, Mitch McConnell, estão "unidos" em suas prioridades políticas, depois que de especulações sobre novos choques entre os dois.

Nas últimas semanas, Trump culpou McConnell pelo fracasso em suspender o programa de saúde Obamacare e chegou a insinuar que o veterano senador deveria renunciar se não conseguisse promover com força suficiente a agenda presidencial.

Trump e McConnell "continuam unidos em várias prioridades compartilhadas, incluindo o alívio de impostos para a classe média, o fortalecimento das Forças Armadas, construir um muro na fronteira sul (com o México), e outros temas importantes", disse a porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders em um comunicado.

A declaração foi publicada depois que o jornal The New York Times afirmou que McConnell expressou em privado preocupações sobre se Trump conseguiria terminar seu mandato, e de uma chamada telefônica na qual o presidente disse que o senador não o protegia de investigações sobre um suposto conluio entre a Rússia e a campanha presidencial do magnata.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP