Navigation

Casos de COVID-19 dobram no Equador após milhares de testes

Caixão com o corpo de uma vítima do novo coronavírus é levado ao cemitério Jardines de La Esperanza, em Guayaquil, norte do Equador, 9 de abril de 2020 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 23. abril 2020 - 20:21
(AFP)

O número de casos de coronavírus no Equador dobrou para 22.160 após os resultados de milhares de testes, que foram prejudicados por falta de capacidade para processá-los, informou o ministro da Saúde Juan Carlos Zevallos na quinta-feira.

"O total, para esclarecer o número, é de 22.160 casos confirmados", disse o funcionário ao canal estatal EcuadorTV.

Pouco antes, o governo equatoriano havia registrado 11.183 casos, incluindo 560 mortes, desde que a presença do vírus foi declarada no país em 29 de fevereiro.

Esse saldo também detalha 1.028 mortes provavelmente por COVID-19 que morreram sem testes no país.

Com o número atualizado de contágios, o Equador, com 17,5 milhões de habitantes, é o segundo país latino-americano com mais casos de COVID-19 depois do Brasil, com quase 45.800 casos, embora em território brasileiro haja 210 milhões de habitantes.

"Não há novo surto, é simplesmente porque foram analisados testes que estavam represados, que estavam retidos sem serem processados", explicou o ministro, sem especificar se o número confirmado de mortes devido ao vírus mudou com a duplicação do número de contagiados.

Zevallos indicou que, com a ajuda de laboratórios privados e instituições públicas, de fora do Ministério da Saúde, o Equador conseguiu processar cerca de 23.800 testes de diagnóstico que aguardavam análise.

Cerca de 23.400 testes foram analisados anteriormente. Ele não detalhou se ainda há mais amostras a serem processadas.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.