Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Porto em Doha

(afp_tickers)

O Catar emitiu uma queixa formal à Organização Mundial do Comércio (OMC) contra a Arábia Saudita e seus aliados, que mantêm um duro bloqueio econômico ao pequeno emirado, anunciou nesta segunda-feira o Ministério de Economia e Comércio de Doha.

A queixa, interposta ao órgão de arbitragem da OMC, acusa os países que impuseram o bloqueio de "violação das leis e convenções fundamentais de comércio de bens e serviços e de temas relacionados a comércio e propriedade intelectual", informou o Ministério em comunicado recebido pela AFP.

A Arábia Saudita impôs sanções ao Catar, incluindo o fechamento de seu espaço aéreo, desde que em 5 de junho rompeu relações diplomáticas com o emirado, como também fizeram Bahrein, Emirados Árabes Unidos e Egito, que acusam Doha de apoiar o extremismo islâmico e de ter se aproximado do Irã xiita, grande rival do reino.

Segundo o ministro da Economia do Catar, xeque Ahmed bin Jassem bin Mohamed Al Thani, as "medidas arbitrárias" tomadas por Riad e seus aliados "violam claramente as disposições e convenções do direito comercial internacional".

O Catar vai tomar "todas as medidas necessárias diante das organizações regionais e internacionais para defender seus interesses econômicos e comerciais, e os de seus parceiros", advertiu o ministro.

AFP