Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Nações Unidas

(afp_tickers)

A Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac) decidiu adiar até nova data a cúpula com a União Europeia (UE) prevista para San Salvador em outubro, informou um porta-voz da Chancelaria salvadorenha na ONU nesta terça-feira.

El Salvador, que está na presidência pro tempore da Celac, anunciou que "foi criado um grupo de trabalho que irá propor novas datas" para a terceira cúpula América Latina-UE, após a reunião dos chanceleres da região ocorrida na segunda-feira à margem da Assembleia Geral da ONU.

Doze países do continente americano, entre eles Brasil, Argentina, Colômbia, Canadá, Peru e México, pediram em agosto na chamada "Declaração de Lima" o adiamento deste encontro de líderes internacionais previsto para 26 e 27 de outubro, devido à crise política na Venezuela.

O Peru disse então que não participaria de uma cúpula em outubro junto com a Venezuela. O mesmo foi indicado pelo presidente do Parlamento Europeu, em apoio à Declaração de Lima sobre a Venezuela.

A UE se limitou a indicar que a cúpula deveria "ocorrer em um momento mais oportuno para ter sucesso" e confirmar o "compromisso" entre os dois blocos.

Apesar do adiamento da cúpula, "os Estados concordaram em manifestar o seu apoio e interesse em realizar a reunião birregional no mais alto nível", com a meta de fortalecer os laços políticos, econômicos e de cooperação entre ambos os blocos, indicou a Chancelaria salvadorenha em um comunicado publicado na noite de segunda-feira.

A última cúpula UE-América Latina aconteceu em Bruxelas em 2015, e a primeira no Chile dois anos antes.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP