Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O ministro paraguaio do Exterior, Eladio Loizaga, em Assunção, no dia 22 de setembro de 2015

(afp_tickers)

Os chanceleres de Brasil, Paraguai, Argentina e o vice-chanceler do Uruguai se reuniram, nesta terça-feira, em Assunção, para discutir a estratégia do Mercosul nas negociações previstas para acontecer com a União Europeia em 1º e 2 de outubro.

"Há muita expectativa com o que se vê que está para vir para o Mercosul e para a União Europeia", depois da reunião que também será realizada em Assunção, afirmou o ministro das Relações Exteriores do Paraguai, Eladio Loizaga, em declarações à imprensa.

"Consideramos que é o momento propício, para que negociações que estiveram por um longo tempo paradas sejam retomadas novamente", acrescentou.

Os ministros do Brasil, Mauro Vieira; da Argentina, Héctor Timerman; o vice-chanceler uruguaio, José Luis Cancela, e o anfitrião, Loizaga, reuniram-se com intervalos de duas horas e meia na sede da Chancelaria.

O chanceler uruguaio, Rodolfo Nin Novoa, esteve ausente, já que estava no Equador como mediador na crise entre Colômbia e Venezuela.

Segundo o chanceler paraguaio, validaram "todo o trabalho que vinha sendo feito em matéria de negociações entre a União Europeia e o Mercosul", realizado pelas equipes técnicas.

Essa reunião de Assunção foi acertada em Bruxelas, antes da apresentação de ofertas entre os dois blocos agendada para novembro, lembrou Loizaga.

AFP