Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O presidente do Parlamento venezuelano, Julio Borges, em Bogotá, em 14 de fevereiro de 2017

(afp_tickers)

O presidente do Parlamento venezuelano, Julio Borges, pediu neste sábado aos governos da América Latina que apoiem na OEA uma solução para a crise política, econômica e institucional que a Venezuela atravessa.

"Na Venezuela há um desgaste da institucionalidade democrática (...). É urgente que a Organização dos Estados Americanos (OEA) realize uma avaliação coletiva desta triste realidade e contribua com a restauração da democracia", assinala o deputado em um comunicado.

O chefe do Legislativo opinou que a aplicação da Carta Democrática Interamericana pode "promover soluções em circunstâncias como as vividas pela Venezuela".

Em uma carta apresentada na terça-feira ao Conselho Permanente da OEA, o secretário-geral Luis Almagro pediu a aplicação da Carta Democrática Interamericana e a suspensão da Venezuela como membro caso não realize eleições gerais em breve.

AFP