Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A presidente chilena, Michelle Bachelet

(afp_tickers)

O Chile fechou as portas nesta sexta-feira para eventuais negociações bilaterais com a Bolívia, após a Corte Internacional de Justiça (CIJ) se declarar competente para examinar litígio.

"Por que negociar bilateralmente? Eles escolheram ir a Haia", declarou o chanceler chileno, Heraldo Muñoz, a jornalistas locais em Nova York, onde acompanha a presidente Michelle Bachelet na Assembleia Geral das Nações Unidas.

Na quinta-feira, numa decisão final, a CIJ rejeitou um pedido chileno que questionava sua jurisdição para tratar a demanda da Bolívia contra o Chile para recuperar uma saída soberana ao mar, perdida em uma guerra do final do século XIX.

Após esta declaração, a CIJ deve iniciar um julgamento que deve durar vários anos até uma sentença.

AFP