Navigation

China: 59 'terroristas' e 37 civis morreram na 2ª em Xinjiang

Cinquenta e nove "terroristas" e 37 civis morreram nos confrontos de segunda-feira passada em Xinjiang, província muçulmana do noroeste da China, anunciou neste sábado a agência de notícias oficial Xinhua. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 02. agosto 2014 - 22:22
(AFP)

Cinquenta e nove "terroristas" e 37 civis morreram nos confrontos de segunda-feira passada em Xinjiang, província muçulmana do noroeste da China, anunciou neste sábado a agência de notícias oficial Xinhua.

Treze civis ficaram feridos e 215 "terroristas" foram presos após esses enfrentamentos em que homens "armados com facas" atacaram uma delegacia e outros prédios oficiais no distrito de Shache - ou Yarkand em uigur, idioma da principal etnia da região-, acrescentou a agência.

Já um grupo de defesa dos uigures indicou "cem mortos e feridos".

Na sexta, quatro dias depois dos incidentes, a polícia matou nove pessoas, suspeitas de terrorismo, na região de Hotan, em Xinjiang.

Na quarta, o imã da maior mesquita da China foi assassinado em Kachgar, na mesma província. Um dos suspeitos foi morto pela polícia.

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?