Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) A americana Boeing assinou na China um acordo para a venda de 300 aviões por um preço de catálogo total de 37 bilhões de dólares

(afp_tickers)

A americana Boeing assinou na China um acordo para a venda de 300 aviões por um preço de catálogo total de 37 bilhões de dólares, anunciou a empresa nesta quinta-feira, segundo dia da visita a Pequim do presidente Donald Trump.

A Boeing concluiu o acordo - que inclui pedidos confirmados e opções de compra - com a China Aviation Supplies Holding Company (CASC), que adquire as aeronaves em nome das companhias aéreas chinesas.

Os detalhes do acordo não foram divulgados e não foi possível saber se todos os aviões correspondem a pedidos novos. A Boeing não respondeu até o momento aos pedidos de esclarecimentos da AFP.

O anúncio é parte dos acordos comerciais, avaliados em mais de 250 bilhões de dólares, anunciados nesta quinta-feira em uma reunião em Pequim entre Donald Trump e o presidente chinês Xi Jinping.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP