Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Praia de Sanya, na província de Hainan, em 15 de fevereiro de 2017

(afp_tickers)

A China vai facilitar as corridas de cavalos e o desenvolvimento da loteria esportiva na ilha de Hainan, um passo para a liberalização dos jogos de azar, até agora proibidos no país.

O governo de Pequim deseja transformar a província insular de Hainan, no sul da China, 240 km ao leste da costa do Vietnã, em um destino turístico internacional.

Com este objetivo, a China autorizará as corridas de cavalo, a loteria esportiva e as atividades náuticas, segundo um plano de desenvolvimento de Hainan revelado pela agência oficial Xinhua.

Os jogos de azar, assim como os cassinos, são proibidos na China continental e o governo aumentou a pressão nos últimos anos com uma campanha contra a corrupção.

A loteria pública, no entanto, está autorizada com o objetivo de desenvolver o esporte ou melhorar as condições de vida dos deficientes ou órfãos, entre outros.

O desenvolvimento da indústria do jogo em Hainan poderia criar uma competição com Macau, território chinês onde os jogos de azar estão autorizados.

Macau, ex-colônia portuguesa devolvida a China em 1999, mas que tem ampla autonomia, se tornou a capital mundial dos cassinos, superando inclusive Las Vegas.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










AFP