Navigation

China fecha fábrica que vendia carne estragada ao McDonald's e KFC

O KFC já esteve envolvido em outro escândalo na China, quando as autoridades encontraram níveis excessivos de antibióticos em seus pratos à base de frango afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 21. julho 2014 - 13:40
(AFP)

O governo de Xangai ordenou o fechamento de uma fábrica da companhia americana OSI que vendia carne em mau estado para lanchonetes como McDonald's e KFC, anunciaram nesta segunda-feira autoridades chinesas.

De acordo com um canal de televisão, os trabalhadores da fábrica de Xangai Husi Food misturavam carne vencida à carne fresca e enganavam deliberadamente os inspetores de qualidade do McDonald's.

A fábrica foi fechada no domingo e as autoridades apreenderam os produtos em mau estado, indicou a administração da saúde de Xangai em um comunicado.

A televisão exibiu imagens de homens em jalecos brancos recolhendo carnes e hambúrgueres espalhados no chão antes de colocá-los de volta nas máquinas.

A OSI pediu desculpas em um comunicado e declarou estar "chocada", assegurando que estava tratando o problema "diretamente e rapidamente".

Por sua vez, o McDonald's informou que deixou de usar os produtos da fábrica, assim como o KFC e Pizza Hut.

O KFC já esteve envolvido em outro escândalo na China, quando as autoridades encontraram níveis excessivos de antibióticos em seus pratos à base de frango.

Nos últimos anos, foram vários os escândalos na China relacionados com a qualidade dos alimentos devido à falta de controle.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.