Navigation

China pede a Israel o fim da ofensiva de Gaza e a suspensão do bloqueio

Chanceler chinês, Wang Yi, pede o cessar fogo de Israel em Gaza durante encontro com o colega egípcio afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 03. agosto 2014 - 15:47
(AFP)

O chanceler da China, Wang Yi, pediu neste domingo que Israel acabe com a operação militar em Gaza e com o bloqueio ao território palestino, em vigor desde 2006.

Wang fez esta declaração em uma conferência de imprensa com o colega egípcio Sameh Shukri, cujo governo promove negociações para obter um cessar-fogo com uma delegação palestina, do qual Israel se nega a participar.

"Os dois lados, os israelenses e os palestinos, devem cessar fogo imediata e totalmente, incluindo os ataques aéreos, as operações terrestres e os disparos de foguetes para salvar as pessoas e a paz na região", declarou o chanciller chinês.

"Toda ação que implique um uso excessivo da força e que provoque vítimas civis é inaceitável", acrescentou, afirmando que Israel deve "suspender o bloqueio" à Faixa de Gaza.

O Egito, mediador habitual nos conflitos entre Israel e Hamas, recebe neste domingo uma delegação palestina que chegou para discutir una eventual trégua em Gaza, na presença do emissário norte-americano para o Oriente Médio, Frank Lowenstein.

Israel, contudo, se negou a enviar representantes, alegando que o Hamas não está interessado em chegar a um acordo.

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?