Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Foto tirada em 24 de junho de 2017 mostra socorristas trabalhando na busca de sobreviventes em Xinmo, na província de Sichuan

(afp_tickers)

As redes sociais chinesas acompanhavam neste domingo um cachorro branco com olhar triste que procurava por seu dono entre os escombros de Xinmo, um povoado atingido pelo deslizamento de pedras que deixou pelo menos 10 mortos.

A emissora oficial em inglês CGTN mostrou imagens de um socorrista tentando afastar o cachorro dos escombros, mas o animal não queria se mexer.

No sábado as fortes chuvas derrubaram parte da montanha sobre este povoado da província de Sichuan, onde mais de 100 pessoas permanecem desaparecidas.

"Há alguma coisa? Cachorrinho, onde está o seu dono?", diz a socorrista nas imagens, onde pode-se ver o cachorro sentado sobre os escombros com as orelhas caídas.

"Um cachorro que espera o seu dono e se nega a deixar os escombros comove o coração do país", escreveu a CGNT no Twitter.

Na rede social chinesa Weibo, muitos internautas se preocupavam com o futuro do animal e se propunham a adotá-lo. "Isso demonstra que os cachorros realmente são capazes de amar", escreveu um usuário.

Outros aproveitaram para denunciar o consumo de carne deste animal, coincidindo com a celebração em 21 de junho da polêmica festa da carne de cachorro em Yulin, denunciada dentro e fora do país.

AFP