Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Bebê chimpanzé brinca no santuário de Ol-Pejeta, Quênia, em 1 de julho de 2014

(afp_tickers)

Os chimpanzés se comunicam com gestos, que têm significados específicos como "suba nas minhas costas", ou "pare" - afirmam cientistas, que criaram um dicionário com 66 gestos desse tipo.

O estudo, publicado na quinta-feira no site da revista americana "Current Biology", indica que esses gestos "têm significados específicos", que vão "do simples pedido associado a gestos simples a uma conversação mais extensa", mais complexa em termos de gestos.

A pesquisa, feita com base em cerca de 4.500 momentos de troca dos chimpanzés, permitiu resgatar 66 gestos com 19 mensagens diferentes, indicaram os autores, Catherine Hobaiter e Richard Byrne, da Universidade de Saint Andrews, na Escócia (Reino Unido).

Assim, quando uma mãe mostra a sola do pé para o filho pequeno, ela quer dizer, "suba nas minhas costas". Tocar o braço do outro significa "me coce", e mascar folhas chama a atenção sexual do outro, descreveram os autores no estudo de cinco páginas.

"É a primeira vez que conseguimos distinguir os gestos usados no 'mundo real' daqueles usados para se comunicar e jogar, principalmente pelos chimpanzés em cativeiro", afirmam os pesquisadores.

Certos gestos não têm ambiguidade, como mascar as folhas para seduzir, mas outros, sim. É o caso, por exemplo, de agarrar o outro, que pode significar "pare", "suba nas minhas costas", ou "vá embora".

O estudo foi realizado com chimpanzés filmados em Uganda entre 2007 e 2009.

AFP