Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Vista da Praça Garibaldi

(afp_tickers)

Cinco pessoas morreram e oito ficaram feridas, incluindo um estrangeiro, em um ataque a tiros feitos por homens vestidos de mariachis na Praça Garibaldi da Cidade do México, onde multidões se reúnem para ouvir música, informaram as autoridades locais neste sábado.

"Somam cinco pessoas falecidas pelos acontecimentos ocorridos na Praça Garibaldi. No local morreram três homens e duas mulheres no hospital", informou um comunicado da procuradoria da capital.

Mais oito pessoas estão feridas, entre elas un estrangeiro cuja nacionalidade não foi informada oficialmente, mas que segundo a imprensa local seria salvadorenho.

A polícia local informou que o ataque ocorreu pouco antes das 22h00 de sexta (00h00 de sábado em Brasília) "por três homens vestidos de mariachis".

"Várias pessoas estavam no local e homens as atacaram diretamente", disse à imprensa o secretário de Segurança Pública da capital, Raymundo Collins, que foi para Garibaldi.

Havia muitas pessoas na praça, que nestes dias registra um maior número de visitantes pelas festas da Independência, que os mexicanos celebram em 15 e 16 de setembro.

Os atiradores chegaram em motocicletas e fugiram, ainda de acordo com a polícia.

"O ataque foi realizado com armas curtas e longas", acrescentou a polícia, que após o ocorrido evacuou a praça e os restaurantes e bares que a cercam.

Foram enviados para a praça e seus arredores várias patrulhas e agentes da polícia, segundo imagens de emissoras locais.

Também chegaram ambulâncias e peritos. No local foram encontradas 60 cápsulas de balas disparadas.

As autoridades não detalharam a identidade das vítimas, embora meios de comunicação locais assinalem que entre os feridos há, ao menos, uma mulher.

Tampouco se sabe o motivo deste ataque em pleno centro da capital mexicana, que havia permanecido à margem desse atos violentos registrados em outras áreas do país, atingidas pelo crime organizado.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










AFP