Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Os coalas seguem ameaçados pela redução de seu habitat, pela circulação de veículos e pelos ataques de cães

(afp_tickers)

A Austrália comemorava nesta sexta-feira o gesto heroico de um agente de proteção da fauna, que salvou um coala gravemente ferido fazendo respiração boca a boca.

Os agentes precisaram agir na quinta-feira em Langwarrin, na periferia de Melbourne (sudeste), para tentar salvar um coala atropelado por um carro.

Ao chegar, os bombeiros encontraram o pequeno marsupial agarrado a uma árvore.

"Pensávamos que estava morto. Mas depois caiu e o recolhemos em um cobertor", disse o capitão Sean Curtin, citado pela rádio Fairfax.

Neste momento, um agente de proteção da fauna selvagem decidiu fazer respiração boca a boca no animal ferido, além de uma massagem cardíaca. A cena, gravada por um cinegrafista amador, não parava de circular pelas redes sociais nesta sexta-feira.

O coala salvo está se recuperando agora em um refúgio e, segundo seus cuidadores, "está bem e está comendo".

A população de coalas na Austrália, estimada em mais de dez milhões antes da chegada de colonos britânicos em 1788, caiu a apenas 43.000 atualmente. No entanto, é difícil fazer um censo exato devido ao seu modo de vida, que transcorre em boa parte no alto das árvores.

Os coalas seguem ameaçados pela redução de seu habitat, pela circulação de veículos e pelos ataques de cães.

AFP