Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Rawi, nascido na Síria, era um "experiente facilitador financeiro terrorista" que havia administrado milhões de dólares para os extremistas

(afp_tickers)

A coalizão liderada pelos Estados Unidos matou um encarregado das finanças do grupo radical Estado Islâmico em um ataque aéreo na Síria, informou o governo americano nesta sexta-feira.

Fawaz Muhammad Jubayr al-Rawi morreu no ataque de 16 de junho em Albu Kamal, no leste da Síria, informou a coalizão em um comunicado.

Rawi, nascido na Síria, era um "experiente facilitador financeiro terrorista" que havia administrado milhões de dólares para os extremistas.

Ele era dono de uma casa de câmbio em Albu Kamal "que utilizou junto com uma rede de contatos financeiros globais para transferir dinheiro para e do território controlado pelo Estado Islâmico e através das fronteiras", disse o comunicado.

Albu Kamal fica na fronteira entre o Iraque e a Síria e tem sido regularmente objeto de ataques aéreos.

O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos já havia imposto sanções contra al-Rawi e sua empresa em dezembro.

AFP