Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A Coca Cola retirou a publicidade de quatro canais de televisão russos, três vinculados a um banco objeto de sanções ocidentais e outro administrado pelo ministério da Defesa.

(afp_tickers)

A empresa americana Coca Cola retirou a publicidade de quatro canais de televisão russos, três vinculados a um banco objeto de sanções ocidentais e outro administrado pelo ministério da Defesa, informa o jornal Vedomosti.

As emissoras REN-TV, Piaty Kanal e Domachny integram uma holding controlada pelo banco Rossiya, que está entre as empresas objetos de sanções dos países ocidentais depois que a Rússia anexou a península da Crimeia, em março.

O canal Zvezda, que exibe programas patrióticos, pertence ao ministério russo da Defesa.

As sanções adotadas contra o banco Rossiya e contra seu presidente e principal acionista, Yuri Kovalchuk, proíbem as empresas americanas de fazer negócios com a empresa russa, considerada o banco pessoal de altos funcionários do Kremlin.

A Coca Cola negou motivação política e afirmou que a decisão foi provocada apenas por motivos econômicos.

"Decidimos nos concentrar nas emissoras federais chave e nas mais assistidas pelo público que procuramos", afirmou à AFP Anna Kozlovskaia, porta-voz na Rússia da empresa americana.

O jornal Vedomosti destaca que a Coca Cola é um dos maiores anunciantes na Rússia e conta com um orçamento anual de mais de 2,5 bilhões de rublos (51,7 milhões de euros).

AFP