Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Notas de dólar

(afp_tickers)

As autoridades da Colômbia investigam a venda e a negociação de votos - pelos quais seriam pagos entre oito e 650 dólares - para eleições municipais e regionais de 25 de outubro, revelou um jornal local neste domingo.

Segundo a informação publicada pelo jornal colombiano El Tiempo, milhares de eleitores foram mobilizados em "ônibus, táxis, mototáxis e até em lanchas", após receberem entre 25.000 e 200.000 pesos (oito e 650 dólares) para inscrever suas cédulas colégios eleitorais diferentes de seus domicílios.

A procuradoria calcula em 800.000 as cédulas inscritas irregularmente, e prepara acusações contra 175 pessoas que teriam vendido seu voto para as eleições regionais.

"Antes as prisões eram feitas no dia das eleições, e hoje estamos nos antecipando para dar transparência ao processo", garantiu o sub procurador-geral da República, José Perdomo.

Segundo a reportagem, as autoridades colombianas determinaram que estão vigentes 103.033 investigações contra candidatos às eleições de outubro, por diversos crimes entre os quais estão 2.817 por tráfico de drogas, 822 por conspiração e 1.076 por tráfico e porte ilegal de armas.

Nas últimas semanas a polícia deteve 14 candidatos por ligações com organizações criminosas, que já teriam um histórico de uma dúzia de processos.

AFP