Navigation

Colômbia fecha fronteiras até 30 de maio por coronavírus

Vista da ponte internacional Simón Bolívar fechada em Cúcuta, Colômbia, fronteira com a Venezuela afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 17. março 2020 - 12:37
(AFP)

A Colômbia fechará, a partir da meia-noite desta segunda-feira, todas as fronteiras do país até o dia 30 de maio, para enfrentar a pandemia de coronavírus, anunciou o presidente Iván Duque.

"Adotei a decisão de fechar, a partir desta meia-noite, todas as fronteiras terrestres, marítimas e fluviais do país".

"As fronteiras da Colômbia estarão fechadas deste 17 de março de 2020 até o próximo 30 de maio", escreveu o presidente no Twitter.

A medida "restringirá a entrada e a saída do país de todos os cidadãos nacionais e estrangeiros", mas permitirá "o transporte de carga para o ingresso e o envio de produtos para pontos terrestres habilitados".

Duque garantiu que tomou as decisão após um "encontro virtual" com os presidentes dos países membros do Fórum para o Progresso da América do Sul (Prosul), para deter a propagação do vírus na Colômbia, que até o momento tem 57 casos confirmados e nenhum óbito.

Além dos controles na fronteira, a Colômbia ordenou o fechamento de bares e discotecas, e criou um sistema de denúncia contra os que violam as medidas contra a pandemia.

O governo também proibiu as reuniões com mais de 50 pessoas.

A pandemia já infectou 182 mil pessoas no planeta, provocando mais de 7.100 mortes.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.