Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Do total da produção nos primeiros oito meses, 8,3 milhões de sacos foram exportados, tendo uma alta de 6% em relação à mesma época do ano anterior

(afp_tickers)

A Colômbia produziu 1,2 milhão de sacos de café de 60 quilos em agosto, 9% a mais do que no mesmo mês de 2016, informou nesta segunda-feira a Federação Nacional de Cafeeiros (FNC).

"Ao longo do ano (janeiro-agosto), a colheita superou os nove milhões de sacos, cifra 2% maior diante dos mais de 8,8 milhões de sacos produzidos no mesmo período anterior", indicou a entidade em comunicado.

Do total da produção nos primeiros oito meses, 8,3 milhões de sacos foram exportados, tendo uma alta de 6% em relação à mesma época do ano anterior, quando 7,8 milhões foram vendidos.

Mas em agosto as vendas externas foram de 1,6 milhão de sacos, para uma queda de 8% em comparação ao mesmo período de 2016.

A FNC reduziu em julho para menos de 14 milhões de sacos a produção para 2017 pelos efeitos das fortes chuvas que afetaram o país entre novembro e março passados. Em 2016, o país sul-americano produziu 14,23 milhões.

A Colômbia é o maior produtor mundial de café arábico e o terceiro produtor do grão atrás de Brasil e Vietnã.

Quarta economia da América Latina, a Colômbia conta com 931.000 hectares de café cultivados. A atividade representa um dos principais setores de exportação do país, atrás do petróleo e da mineração.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP