Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Mineiros e socorristas carregam corpos de trabalhadores mortos em um desabamento de uma mina, em Riosucio, Colômbia, no dia 14 de maio de 2015

(afp_tickers)

O resgate dos corpos dos 15 operários que morreram soterrados em uma mina de ouro que desabou há 12 dias no município de Riosucio, no centro oeste da Colômbia, terminou nesta segunda-feira com a retirada das últimas vítimas.

"Após 12 dias de trabalhos durante 24 horas (...) foram resgatados os corpos dos 15 mineiros que ficaram presos na mina de ouro El Túnel, que desabou ao ser inundada pelas águas do rio Cauca", informou a Unidade Nacional para Gestão de Risco e Desastres (UNGRD).

Os trabalhos de resgate terminaram na manhã desta segunda-feira, após a recuperação dos "dois últimos corpos dos mineiros que permaneciam" na mina.

A tragédia ocorreu no dia 13 de maio, quando El Túnel foi inundado pelas águas do vizinho rio Cauca.

A mina artesanal de ouro se encontrava em "processo de legalização", segundo a Agência Nacional de Mineração (ANM), e havia permissão para garimpo no rio Cauca, mas não para escavação e uso de máquinas com este objetivo.

AFP