Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O Coliseu, em Roma, no dia 25 de março de 2016

(afp_tickers)

Uma fundação italiana que promove a prevenção de doenças cardíacas ofereceu nesta quinta-feira quatro desfibriladores ao Coliseu de Roma, o monumento mais visitado do país, onde cerca de 25 turistas sofrem ataques cardíacos por dia.

Com até 25.000 visitantes por dia e "em média um ataque cardíaco a cada 1.000 visitantes, o Coliseu é um lugar de risco", disse à AFP Vicenzo Castelli, presidente da Fundação Giorgio Castelli, que promoveu a iniciativa.

Além dos quatro desfibriladores, que foram colocados perto da bilheteria e da livraria, a fundação realizou um treinamento de primeiros socorros com 46 empregados do Coliseu.

O número de visitantes do monumento dobrou nos últimos 20 anos, em parte devido ao sucesso do filme "Gladiador", de Ridley Scott, lançado em 2000.

De acordo com dados do Ministério da Cultura, o Coliseu recebeu 2,8 milhões de visitantes em 1998, 4,7 milhões em 2008 e 6,5 milhões em 2015.

AFP