Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Socorristas carega mulher atingida por ataque aéreo do governo sírio, em Aleppo, em 27 de julho de 2014.

(afp_tickers)

Quinze civis, entre eles seis crianças, morreram em bombardeios noturnos da aviação síria e disparos de morteiro rebeldes na cidade de Aleppo, norte do país, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Segundo as autoridades, trata-se de um balanço ainda provisório.

Vários morteiros também caíram durante a manhã na capital Damasco, segundo o OSDH.

Mesmo assim, o presidente sírio Bashar al Assad participou da oração da festa de Eid al Fitr, que marca o fim do Ramadã, em uma mesquita de Damasco, apesar dos disparos de morteiro, mostrou a televisão estatal.

As imagens da tv síria mostraram a chegada de Assad à mesquita de Al Kheir, em Muhajirin, um bairro do noroeste da capital, onde vive.

Ele foi recebido pelo mufti da Síria, Mohamad Badredin Hasun.

Ao final da oração, dezenas de fiéis tentaram se aproximar de Assad para saudá-lo e alguns apertaram sua mão, de acordo com as imagens.

AFP