AFP

Comey depõe no Senado

(afp_tickers)

O ex-diretor do FBI James Comey declarou nesta quinta-feira perante uma comissão do Senado que interpretou uma conversa com Donald Trump sobre a investigação russa envolvendo seu conselheiro de segurança nacional, Michael Flynn, como uma "instrução".

A preocupação no FBI era a de não "contaminar a equipe de investigação. Não queríamos que os agentes soubessem o que o presidente havia pedido. Quando parte do presidente, tomo isso como uma instrução", disse o ex-funcionário.

AFP

 AFP