Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Socorristas e policiais se posicionam ao lado dos corpos de duas pessoas mortas na confusão no estádio Nacional de Tegucigalpa

(afp_tickers)

Pelo menos quatro pessoas morreram e outras 15 ficaram feridas neste domingo em uma confusão no estádio Nacional de Tegucigalpa, registrada no início da final do campeonato hondurenho de futebol, em que o clube Motagua sagrou-se campeão, ao vencer o Honduras Progreso por 3-0.

O porta-voz do hospital-escola estadual, Miguel Osorio, disse à AFP que "duas pessoas morreram no estádio e duas no hospital", onde estavam internados outros quinze torcedores.

"Os feridos sofreram impactos ou intoxicações por bombas de gás lacrimogêneo atiradas pela Polícia", acrescentou a fonte.

Segundo o funcionário, centenas de torcedores forçaram a entrada de um portão de acesso popular, devido à sobrevenda de ingressos, e para tentar conter a multidão, a Polícia lançou as bombas de gás e potentes jatos d'água de um blindado.

O incidente foi registrado quando começava o jogo no estádio Nacional, que tem capacidade para 35 mil torcedores.

A aglomeração dos torcedores tentando fugir das bombas e da água provocou um incidente que resultou nos mortos e feridos.

Um porta-voz da Polícia, Aníbal Baca, afirmou à AFP que o incidente ainda era investigado e que um comunicado seria emitido pelo Ministério da Segurança.

"Evacuamos dois mortos e 17 feridos (após a ocorrência de) uma debandada nas arquibancadas", disse à AFP minutos antes um dos encarregados da operação policial no estádio, tenente Luis Barahona.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










AFP