Navigation

Congresso boliviano recebe carta de 'renúncia obrigada' de Morales

(Reprodução de TV) Morales anuncia sua renúncia afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 11. novembro 2019 - 21:22
(AFP)

O Congresso da Bolívia recebeu nesta segunda-feira a carta de renúncia à presidência de Evo Morales, anunciada no domingo em mensagem televisionada, na qual ele afirma que sua renúncia "obrigada" é fruto de um "golpe político, cívico e policial".

O primeiro governo indígena do país "termina hoje, com minha renúncia obrigada à presidência do Estado Plurinacional da Bolívia, fruto de um golpe de Estado político, cívico e policial", indica Morales em um trecho da nota, entregue na tarde de domingo e divulgada nesta segunda-feira.

Neste dia nós, "os humildes, os trabalhadores, os aimarás e quéchuas e indígenas de terras baixas, começamos o longo caminho da resistência para defender as conquistas históricas do primeiro Governo indígena", escreveu o ex-mandatário.

"Minha responsabilidade como presidente indígena e de todos os bolivianos é evitar que os golpistas sigam perseguindo meus irmãos", afirmou na carta.

O Senado se prepara para eleger seu sucessor na terça-feira, segundo fontes oficiais.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.