Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, conversa com a imprensa em Washington, nos Estados Unidos, em 8 de junho de 2018

(afp_tickers)

O presidente americano, Donald Trump, voltou a ser objeto de críticas por imagens nas quais bate continência para um general norte-coreano enquanto o líder Kim Jong Un os observa.

O incidente ocorreu durante a visita de Trump a Singapura para uma cúpula com Kim esta semana, mas a emissora de televisão estatal norte-coreana divulgou as imagens nesta quinta-feira.

Nelas é possível ver Kim apresentando Trump a este general. O primeiro estende a mão para que se cumprimentem, mas o general não faz o mesmo e, ao invés, bate continência a Trump.

Nesse momento incômodo, Trump retorna brevemente a saudação.

Este episódio provocou objeções dos críticos de Trump, que já disseram que o presidente se mostrou muito complacente em relação a Kim e a seu regime autocrático, que é acusado de violações graves dos direitos humanos.

"Para surpresa de ninguém, a Coreia do Norte usou nosso presidente para fazer propaganda", disse o senador democrata Chris Van Hollen no Twitter.

"Kim Jong obteve concessões sem assumir nenhum compromisso específico. É repugnante ver Trump dar as costas aos nossos aliados canadenses e depois elogiar Kim e saudar seus generais", acrescentou.

A porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, afirmou que Trump só foi educado: "É uma cortesia elementar. Quando um oficial militar de outro país bate continência... a pessoa retorna a saudação", disse.

O ex-presidente Barack Obama desatou as críticas dos republicanos quando se curvou diante do imperador japonês Akihito em 2009.

A mídia conservadora também o atacou quando ele se inclinou naquele mesmo ano diante do rei saudita Abdullah, e novamente foi criticado quando bateu continência em 2014 com uma xícara de café na mão.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










AFP