AFP

Rex Tillerson, secretário de Estado americano, em 28 de abril

(afp_tickers)

Uma responsável de alto escalão da diplomacia da Coreia do Norte afirmou neste sábado que o regime de Pyongyang aceitaria estabelecer contatos com os Estados Unidos em condições adequadas.

Choe Son-Hui, chefe do escritório para a América do Norte do ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte, disse à imprensa no aeroporto de Pequim que seu país estabeleceria um diálogo com a administração do presidente Donald Trump se forem dadas as "condições adequadas".

A responsável fez estas declarações em seu retorno de Oslo, onde se reuniu com acadêmicos e ex-responsáveis americanos, entre eles Thomas Pickering, ex-embaixador americano, e Robert Einhorn, ex-conselheiro do Departamento de Estado para a não-proliferação e o controle de armas, indica a agência sul-coreana Yonhap.

Estes encontros ocorrem em meio a uma guerra dialética entre a Coreia do Norte e os Estados Unidos, que aumentou nas últimas semanas.

A Coreia do Norte, que tenta se dotar de mísseis capazes de fazer ogivas nucleares chegarem até o continente americano, realizou cinco testes atômicos, dois deles em 2016.

Há poucos dias, o secretário de Estado americano, Rex Tillerson, disse na ONU que "todas as opções estão sobre a mesa" em relação à Coreia do Norte e as suas ameaças de realizar testes nucleares.

No entanto, Trump também afirmou que se sentiria honrado em poder se reunir com o líder norte-coreano Kim Jong-Un se ocorressem as condições adequadas.

AFP

 AFP