Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Reprodução de canal de TV norte-coreano

(afp_tickers)

A Coreia do Norte lançou seu próprio serviço de televisão sob demanda, que permite que as poucas pessoas que dispõem de conexão à internet assistam, quando quiserem, a quatro redes de televisão públicas norte-coreanas.

Com o nome de "Manbang", este sistema funciona seguindo o modelo do Netflix, com um menu que inclui emissões por tipo e rede.

Os telespectadores podem acessar a programação do dia - a televisão norte-coreana é transmitida entre as 15h00 e as 23h00 - e selecionar os programas que desejarem para vê-los quando quiserem.

Uma emissão para apresentar o novo serviço, divulgada na semana passada na Televisão Central Coreana (KCTV), afirmava que ele estava disponível para qualquer pessoa conectada à intranet norte-coreana.

Não se sabe o número de beneficiados, mas a KCTV afirmou que centenas já assinaram o "Manbang" em Sinuiji (noroeste), uma das três cidades onde a televisão sob demanda está disponível.

Criada em 2000, a intranet norte-coreana só permite o acesso a sites aprovados pelo governo. Serve, principalmente, como plataforma de comunicação para os ministérios, as universidades e as empresas.

Além dos hotéis que abrigam estrangeiros, o acesso à internet na Coreia do Norte está reservado para uma elite que não conta com mais de 1.000 pessoas.

Em sua emissão, a KCTV entrevista uma dona de casa feliz por ter podido melhorar uma receita depois de ter assistido várias vezes ao mesmo programa culinário.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP