AFP

Last August Pyongyang successfully test-fired a submarine-launched ballistic missiles 500 kilometres towards Japan

(afp_tickers)

Coreia do Sul, Japão e Estados Unidos iniciaram nesta segunda-feira um exercício naval conjunto para contra-atacar a ameaça dos mísseis submarinos da Coreia do Norte, anunciou o ministério da Defesa sul-coreano, em meio à inquietação com o programa armamentista da ditadura comunista do norte da península coreana.

Quase 800 soldados participam dos exercícios de três dias, que começaram depois das declarações de domingo do presidente americano Donald Trump de que está disposto a lidar sozinho com a Coreia do Norte e seu programa nuclear militar caso a China não demonstre a intenção de atuar.

"Se a China não solucionar [o tema] Coreia do Norte, nós o faremos", afirmou o presidente americano de acordo com o jornal Financial Times.

A Coreia do Norte desenvolve um programa de mísseis intercontinentais para alcançar o território americano com armas nucleares. Até o momento Pyongyang realizou cinco testes nucleares, dois deles em 2016.

Os exercícios navais começaram na costa sul da península, com a presença de destróieres e helicópteros especializados em combate.

"O objetivo é assegurar uma resposta à ameaça submarina do Norte, em particular aos mísseis balísticos lançados de submarinos, e mostra a forte determinação dos três países", informou o ministério sul-coreano.

AFP

 AFP